A Atlantic Nickel (“Atlantic Nickel” ou a “Empresa”) e a Appian Capital Advisory LLP (“Appian”) têm o prazer de anunciar resultados recentes de sondagens, com uma estimativa atualizada dos Recursos Minerais para o projeto de retomada da operação de níquel sulfetado na mina Santa Rita (“Santa Rita” ou “Projeto”) localizada no Brasil.

Destaques
  • O programa de 30.785m de sondagem infill RC para níquel sulfetado concluiu a atualização do modelo de bloco de recursos a céu aberto e diminuiu os riscos de mais da metade da vida útil inicial prevista de 8 anos
  • O Recurso Mineral (a céu aberto) atualizado aumentou para 59Mt com teor de 0,33% NiS e 0,11% Cu
  • Programa de sondagem com brocas de diamante com 75.500 m concluído abaixo da cava a céu aberto atual, incluindo 5.000 m de perfuração para coleta de amostras metalúrgicas
  • Sondagem abaixo do Recurso a céu aberto define melhor e estende a mineralização passível de exploração subterrânea. Uma atualização do modelo de Recurso para esse material está prevista para o primeiro trimestre de 2020.

A Atlantic Nickel (“Atlantic Nickel” ou a “Empresa”) e a Appian Capital Advisory LLP (“Appian”) têm o prazer de anunciar resultados recentes de sondagens, com uma estimativa atualizada dos Recursos Minerais para o projeto de retomada da operação de níquel sulfetado na mina Santa Rita (“Santa Rita” ou “Projeto”) localizada no Brasil.

A Atlantic Nickel, única proprietária da Mina Santa Rita, foi adquirida pela Appian em 2018. A Empresa está passando por uma preparação significativa antes de entrar em produção comercial em 2020. As operações de mineração foram retomadas no local com mais de 2Mt detonadas e transportadas com segurança até o momento. Após a remodelação, o comissionamento começou no início deste ano com o teste bem-sucedido do triturador primário com 20kt de minério dos stockpiles. A planta está agora produzindo concentrado. Um grande programa com 30.785m de sondagens com brocas de diamante e em circulação reversa (RC) do Recurso Mineral lavrável a céu aberto foi concluído no início deste ano, reduzindo os riscos de mais da metade da vida útil inicial esperada de 8 anos, e informando o modelo de recursos de médio alcance. Outro grande programa de sondagem com brocas de diamante, iniciado em agosto de 2018, foi concluído, tendo delineado um potencial significativo de recursos subterrâneos abaixo da mina a céu aberto. Em seguida à sondagem, é esperada uma declaração de reserva atualizada no primeiro trimestre de 2020.

A Atlantic Nickel possui um depósito escalável de níquel sulfetado de alta qualidade, que apresenta significativo potencial de aumento de valor e suporta uma posição defensiva de custos dentro do segundo quartil da curva de custos. Tirando proveito de um programa de care and maintenance bem planejado e bem executado e de uma planta de processamento de primeira classe, é esperada uma retomada rápida e segura das operações. O projeto possui todas as licenças necessárias e um conjunto revisado e equilibrado de contratos de offtake estratégicos que sustentam a produção em meados de 2020. Com o novo modelo para o recurso e um potencial adicional de recursos subterrâneos, as operações podem fornecer concentrado de níquel em uma bem estabelecida rota para o mercado por mais de 20 anos. A Santa Rita é também uma dentre um número muito limitado de minas de níquel sulfetado que estão ganhando exposição global graças a um fundamento atrativo das commodities, o alto potencial de crescimento da indústria de veículos elétricos.

Visão Geral
Recurso Mineral (a céu aberto):
  • Foi concluído um programa de sondagem infill RC de 30.785m, utilizando ensaios diretos para o níquel sulfetado (NiS), a fim de atualizar o modelo de blocos do Recurso a céu aberto, uma nova estratégia em comparação com as operações anteriores
  • Recurso Mineral atualizado (a céu aberto) (com teor de corte net smelter return (NSR) a US$8,78/t)
    • Medido, Indicado: 59.173k toneladas com teor de 0,33% NiS e 0,11% Cu
    • Para declarar o Recurso Mineral foram usados um contorno de cava derivado do Whittle com base nas tonelagens Medida e Indicada, os valores de US$6,50 por libra para o Níquel e US$3,00 por libra para o Cobre, e parâmetros atualizados de custos e comercialização.
    • Os Recursos Minerais foram estimados e declarados usando as definições do CIM Definition Standards 2014. A firma Wood PLC é a Pessoa Qualificada e elaborou as seções relacionadas para o Relatório Técnico NI 43-101.
  • 1.958m de sondagem com brocas de diamante foram concluídos na área do recurso a céu aberto, visando fornecer amostras adicionais para testes de variabilidade metalúrgica. Os trabalhos de modelagem geometalúrgica estão em andamento sob a responsabilidade da firma Wood PLC
  • O modelo atualizado do Recurso Mineral e os dados geotécnicos embasarão um planejamento de mina atualizado para a lavra a céu aberto em 2020
Sondagem de Recursos Subterrâneos:
  • Concluído programa com 75.500m de sondagem com brocas de diamante, que incluiu 5.000m de sondagem para coleta de amostras metalúrgicas
  • O programa de perfuração com brocas de diamante visa a sondagem de detalhe e extensão do potencial de recursos subterrâneos abaixo da cava a céu aberto até 1.000m RL
  • A sondagem até agora confirma a continuação de espessuras significativas de mineralização de sulfetos disseminados, passíveis de métodos de mineração a granel
  • Até o momento cada furo interceptou intervalos significativos de mineralização de níquel sulfetado. Os destaques incluem:
    • 179 m@ 0,68% NiS, 0,11% Cu a 384m no furo MBS-665
    • 124 m@ 0,80% NiS, 0,09% Cu a 397m no furo MBS-686
    • 209 m@ 0,74% NiS, 0,20% Cu a 436m no furo MBS-931
    • 191 m@ 0,79% NiS, 0,11% Cu a 321m no furo MBS-821
    •   96 m@ 0,93% NiS, 0,15% Cu a 616m no furo MBS-865
    • 134 m@ 0,62% NiS, 0,07% Cu a 145m no furo MBS-870
  • Vários furos profundos com broca de diamante recentemente interceptaram intervalos de mineralização maciça e semi-maciça de sulfeto, tipicamente abaixo do horizonte principal de sulfeto disseminado, dentro do dunito, o que representa uma mudança no modelo geológico anterior.
    • Os resultados recebidos dos sulfetos maciços e semi-maciços até o momento retornaram 5m @ 3,4% NiS a 1.164m do furo MBS-1061 (Fig. 2)
  • O programa de sondagem subterrânea é complementado por três furos geotécnicos dedicados.
  • O programa de sondagem com brocas de diamante formará a base para uma estimativa atualizada do Recurso Mineral e uma avaliação econômica preliminar (PEA) para um projeto subterrâneo de lavra por abatimento em subníveis. A perfuração até o momento confirmou a avaliação interna do nível de escopo de 2018.
  • A Atlantic Nickel espera delinear um recurso significativo abaixo do Recurso Mineral atual a céu aberto, que pode representar uma oportunidade de mineração subterrânea. O intervalo estimado de toneladas e teores do alvo da exploração mais profunda são:
    • 80-120 Mt com 0,58-0,70% NiS e 0,20-0,23% Cu e teor de corte NSR estimado a US$40/t dentro dos modelos de bloco provisórios atuais
    • O material alvo da exploração estimada ocorre imediatamente abaixo da cava a céu aberto do caso base (veja a Figura 1 abaixo). O alvo é corroborado por um modelo geológico e amostras significativas obtidas por sondagens e é uma extensão do modelo de blocos que contém a estimativa do Recurso Mineral.
Resultados das sondagens
Recurso Mineral (a céu aberto):

O modelo do recurso foi atualizado usando o programa de sondagem infill RC de 30.785 m. A sondagem infill RC teve como alvo os primeiros quatro anos de produção. O modelo de Recurso atualizado fornecerá a base para um novo planejamento de mina e um modelo geometalúrgico para o reinício da produção em 2020.

O programa detalhado confirmou a mineralização de sulfeto de níquel e o teor, e forneceu uma resolução muito melhorada (com espaçamento de broca de 10-20m x 20m) de teores e unidades geológicas para o planejamento de médio alcance da mina. O aumento da porcentagem de Recurso Indicado e Recurso Medido no contorno da cava de contenção permitirá um aperfeiçoamento do planejamento operacional e formará uma base para um melhor controle de teor bem como para a tipagem de minério com vista à otimização da mistura para alimentação da planta.

Sondagem de Recurso Subterrâneo:

O extenso programa de sondagem subterrânea está quase completo e, no seu auge, utilizou doze sondas de perfuração com diamante. Todo o núcleo foi registrado, amostrado e armazenado nas instalações de armazenamento principal da Atlantic Nickel. O programa foi projetado para atualizar a extensão conhecida do Recurso Mineral e melhorar a confiança no recurso. A sondagem visou as zonas mais amplas e com melhor teor de minério que eram evidentes nos dados históricos da perfuração.

Os resultados até o momento confirmaram o teor mais alto e a natureza mais ampla da mineralização mais profunda abaixo da cava a céu aberto. A mineralização permanece aberta em profundidade e ao longo da faixa. Essas extensões serão testadas com sondagens tipo step-out no futuro próximo.

Os logs das sondagens confirmam a continuidade em profundidade de vastas zonas de mineralização de sulfeto disseminado, na maior parte alojado em camadas de piroxenito, harzburgito e dunito. Intervalos encorajadores de mineralização de sulfeto semi-maciça a maciça foram interceptados em vários dos furos com broca de diamante mais profundos. Essa mineralização semi-maciça a maciça fica abaixo do principal corpo mineralizado disseminado, e está alojada principalmente em dunito. Isso inclui interceptos de níquel de alto teor relacionados a pirrotita, pentlandita e calcopirita maciças e semi-maciças provenientes do furo MBS-1061, que retornaram 5m a 3,4% NiS e 0,17% Cu. Esses resultados, que destacam teores mais elevados de sulfeto semi-maciço, estão alinhados com o modelo geológico clássico vetorizado em direção à base da intrusão ultramáfica.

Os resultados até o momento demonstram que o Recurso é contínuo em profundidades e servirão como base para uma avaliação econômica atualizada no devido tempo.

Após a conclusão da sondagem de recursos, uma equipe geofísica será mobilizada para concluir as medições EM (eletromagnéticas) de fundo de poço em vários furos profundos. Esta pesquisa foi planejada para detectar condutores elétricos nas proximidades dos furos, e deve guiar a próxima rodada de sondagens de extensão voltadas para uma mineralização potencialmente mais rica em sulfetos de alto grau.

Garantia da Qualidade

A estimativa do Recurso Mineral foi realizada pelas pessoas qualificadas Timothy O. Kuhl, Douglas Reid e Dr. Harry Parker, da Wood, e pela pessoa qualificada Dr. Ted Eggleston, da MTS. Esses indivíduos estão envolvidos com a Atlantic Nickel há 18 meses. A conclusão do banco de dados, o controle de qualidade e de garantia de qualidade, e os protocolos de amostragem foram revisados e assinados em conjunto com os fluxos de trabalho de estimativa de Recursos Minerais. O trabalho foi supervisionado por Angelica Torres, da Appian Brasil, e Ken Brisebois, da Appian Londres. Os Recursos Minerais foram estimados e declarados conforme os Padrões de Definição da CIM de 2014. As firmas Wood e MTS atuam como Pessoas Qualificadas e elaboraram as seções relacionadas para o Relatório Técnico de Estimativa de Recursos NI 43-101.

Durante os programas de trabalho, a preparação das amostras e as análises foram realizadas pelo ALS Chemex, um laboratório independente credenciado. A preparação das amostras foi realizada pela ALS Chemex em Belo Horizonte, no Brasil. A análise das amostras foi realizada pelos laboratórios da ALS Chemex em Vancouver, Canadá, em Perth, Austrália, e em Lima, Peru.

A preparação de amostras e os procedimentos analíticos para amostras, que fundamentam as estimativas do Recurso Mineral, estão alinhados com os métodos padrão da indústria para níquel e cobre.

Paulo Castellari, CEO da Atlantic Nickel, Appian Brasil comentou:

Estou contente com esses resultados robustos da sondagem e o Recurso Mineral (a céu aberto) atualizado, promovendo uma retomada bem gerenciada das operações de mineração a céu aberto em 2020. Os resultados da sondagem profunda com brocas de diamante abaixo do Recurso Mineral a céu aberto corroboram o potencial da Atlantic Nickel para uma operação de longa duração para além da cava a céu aberto. Também estou empolgado com o potencial de exploração, tanto no arrendamento de mineração, quanto em nosso extenso pacote de terras para exploração em torno da operação. Existem alvos de superfície significativos que nossas equipes investigarão, realizando testes de sondagem nos próximos 12 a 18 meses. A adição de um poço satélite a céu aberto pode ser muito valiosa para a operação.

Desde a aquisição, a Appian reduziu consideravelmente os riscos da mina, e a cava a céu aberto proporciona uma plataforma promissora para o desenvolvimento. Estou confiante de que estamos bem posicionados com uma mina de baixo custo e longa vida útil, que vai se beneficiar da infraestrutura existente e das tendências positivas no mercado de níquel. Esses fundamentos sublinham a capacidade da Atlantic Nickel de gerar retornos fortes para os investidores. Espero fornecer mais atualizações em breve.”

Figura 1: Exemplo de corte em 8430455N. Perspectiva voltada para o norte.

 

Figura 2: Fotos de sulfetos de níquel maciços e semi-maciços em intervalos de 5m começando a 1.069m no furo MBS-1061. Imagens em 3D mostram os ensaios de NiS produzidos por furos subterrâneos com broca de diamante recebidos até a data. O volume rosado é o wireframe da mineralização, a forma azulada é o contorno da cava final planejada. Os valores de interceptos mostrados na imagem são preliminares, baseados na análise por média de pontos com analisador portátil XRF ao longo do comprimento do núcleo. Análises laboratoriais, incluindo valores para o níquel sulfetado, estão pendentes.

 

Para obter mais informações:
Finsbury +44 (0)20 7251 3801
Charles O’Brien, Ruban Yogarajah, Richard Crowley

Sobre a Appian Capital Advisory LLP

A Appian Capital Advisory LLP é a consultora para investimentos do Appian Natural Resources Fund LP e do Appian Natural Resources Fund II LP, fundos de private equity focados em investimento em valor a longo prazo que investem somente em mineradoras ou empresas relacionadas à mineração. A Appian é uma consultoria líder em investimentos na indústria de metais e mineração, com experiência internacional na América do Sul, América do Norte, Austrália e África, e um histórico de sucessos apoiando empresas a atingir suas metas de desenvolvimento. Atualmente, cinco dos oito investimentos do Fundo estão em produção, e outros dois devem estar operando em 18 meses.

Sobre a Atlantic Nickel

A Atlantic Nickel é a proprietária e operadora da Mina Santa Rita, uma operação a céu aberto de sulfeto de níquel-cobre-cobalto localizada na Bahia, Brasil. A Santa Rita é uma antiga mina produtora de níquel totalmente licenciada, pronta para reiniciar, e que se beneficia de US$ 1 bilhão em investimentos anteriores, possuindo uma capacidade de produção estimada em 6,5Mtpa. Uma das maiores minas de níquel sulfetado a céu aberto do mundo, a Santa Rita foi operada pela Mirabela Nickel Ltd. por 6 anos antes de ser colocada num programa de care and maintenance em 2015.

A Appian e a Atlantic Nickel identificaram um projeto de retomada de produção da mina por mais 20 anos, consistindo em reservas a céu aberto e uma meta de exploração subterrânea. O reinício da operação está em andamento. Os principais marcos recentes no local incluem a conclusão das atividades de reforma da planta e o início da detonação. Parceiros offtake foram identificados; a produção comercial está prevista para 2020.

Este comunicado à imprensa contém “informações prospectivas”. Tais declarações prospectivas incluem, sem limitação: declarações referentes a estimativas de Reservas Minerais e de Recurso Mineral (incluindo propostas para o possível crescimento, extensão e/ou atualização das mesmas e quaisquer benefícios econômicos futuros que daí possam derivar) e planos de expansão e desenvolvimento inclusive em relação a determinadas estimativas de recursos minerais, planos de exploração propostos e suficiência de financiamento futuro. Essas declarações são baseadas nas informações atualmente disponíveis para a Empresa e a Empresa não garante que os resultados reais atendam às expectativas da administração. Em certos casos, informações prospectivas podem ser identificadas por termos como “prevê”, “acredita”, “deseja”, “estima”, “espera”, “pretende”, “prediz”, “projeta” ou “alvo”. As informações prospectivas contidas neste comunicado à imprensa são baseadas em determinados fatores e suposições sobre, entre outras coisas, a estimativa de Recursos Minerais e de Reservas Minerais, a realização das estimativas de recursos e de reservas, os preços dos metais, o momento e o valor de futuras despesas de exploração e desenvolvimento, a disponibilidade de financiamento e materiais necessários para continuar a explorar e desenvolver a Mina Santa Rita a curto e longo prazo, o progresso das atividades de exploração e desenvolvimento como atualmente propostas e previstas, o recebimento das necessárias aprovações e licenças regulamentares, e suposições a respeito de flutuações cambiais, riscos ambientais, disputas ou reivindicações de propriedade, e outras questões similares. Embora a Empresa considere que essas suposições são razoáveis com base nas informações atualmente disponíveis para a Empresa, elas podem se mostrar incorretas.

Embora a Empresa acredite que as expectativas expressas nessas declarações prospectivas se baseiem em suposições razoáveis, tais declarações não são garantias de desempenho futuro e os resultados ou desenvolvimentos reais podem diferir materialmente daqueles expressos em tais considerações futuras. Os fatores que podem fazer com que os resultados reais sejam materialmente diferentes dos das declarações prospectivas incluem: mudanças nas condições de mercado, resultados de exploração malsucedidos, possibilidade de custos excedentes no projeto ou custos e despesas imprevistos, mudanças nos custos e prazos do desenvolvimento de novos depósitos, estimativas imprecisas de reservas e recursos minerais, alterações no preço do ouro, mudanças imprevistas no pessoal-chave da administração, insucesso total ou parcial na obtenção de licenças, incapacidade de manter o andamento das atividades de exploração e/ou desenvolvimento conforme o esperado, e condições econômicas gerais. A exploração e desenvolvimento de mineração é um negócio inerentemente arriscado. Consequentemente, os eventos reais podem diferir materialmente daqueles projetados nas declarações prospectivas. Esta não é uma lista exaustiva dos fatores que podem afetar qualquer uma das declarações prospectivas da Empresa. Esses e outros fatores devem ser considerados com cuidado, e os leitores não devem confiar cegamente nas declarações prospectivas da Empresa. A Empresa não se compromete a atualizar nenhuma declaração prospectiva que possa ser feita periodicamente pela Empresa ou em seu nome, exceto de acordo com as leis de valores mobiliários aplicáveis.

Apêndice – Tabulação do Recurso Mineral da Atlantic Nickel (somente a céu aberto)

Classe kt NiS (%) Cu (%) Co (%)
Medido 13,167 0.38 0.13 0.01
Indicado 46,006 0.31 0.11 0.01
Medido + Indicado 59,173 0.33 0.11 0.01
Inferido 45 0.25 0.10 0.01
  1. As Pessoas Qualificadas para a estimativa do Recurso Mineral são: Timothy O. Kuhl, RM SME (Wood); Douglas Reid, RM SME (Wood); Dr. Harry Parker, RM SME (Wood); Dr. Ted Eggleston, RM SME (MTS).
  2. Recursos Minerais que não sejam Reservas Minerais não demonstraram viabilidade econômica.
  3. Os preços de metal usados para as estimativas do Recurso Mineral são: US$6,50 por libra para o níquel, US$3,00 por libra para o cobre, US$20,00 por libra para o cobalto.
  4. Foi usado um Net Smelter Return (NSR) de US$8,78 por tonelada para a estimativa do Recurso Mineral. (NSR: benefício líquido do concentrado de uma mina)
  5. Os Recursos Minerais são relatados dentro de um contorno de cava

Apêndice – Interceptos obtidos pelo programa de sondagem com brocas de diamante em 2018 e 2019

error: Alert: Content is protected !!