A firma de private equity Appian Capital Advisory LLP fechou seu primeiro fundo de recursos naturais em 2014 tendo arrecadado US$400 milhões. Desde então, a firma, sediada em Londres, ajudou a colocar cinco minas em produção e espera que outros dois investimentos comecem a produzir dentro de dois anos.

Em março, a Appian marcou sua primeira importante saída de um investimento com a venda, por US$350 milhões, da Avanco Resources, que é proprietária da mina de cobre a céu aberto com o quinto teor mais alto do mundo, situada em Carajás, no Brasil, para a Oz Minerals (ASX: OZL; US-OTC: OZMLF).

O fundo também investiu na Roxgold (TSX: ROXG), dona da mina de ouro Yaramoko em Burkina Faso; na Harte Gold (TSX: HRT), cujo principal ativo é a propriedade produtora de ouro Sugar Zone, situada a 80 km ao leste do campo aurífero de Hemlo em Ontário; e na Peak Resources (ASX: PEK), dona do projeto Ngualla na Tanzânia, um dos maiores ativos de terras raras de alto teor do mundo.

Leia o artigo completo em: The Northern Miner