O Brasil já é líder mundial em minério de ferro e lá estão acontecendo movimentos interessantes com relação a cobre e níquel. Os metais preciosos serão os próximos?

A rica dotação geológica do Brasil e uma sólida estrutura regulatória significam que o país já está classificado como uma região de mineração tier one. Bem posicionado para avaliar esses méritos, Michael W. Scherb, fundador da Appian Capital, empresa de private equity no setor de mineração, sediada no Reino Unido e com grande foco na região, comenta: “A América Latina é a principal área de investimentos da Appian, com a maior parte do nosso capital empregado lá. Gostamos da região porque, comparada com a África, por exemplo, a América Latina ganha em termos de risco eretorno. Na América Latina, temos nosso núcleo de países de mineração de primeiro nível: Peru, Chile, Brasil, Colômbia e México. E dentro desse núcleo, Brasil e México são dois dos nossos destinos preferidos.”.

Leia o artigo completo em: LatAm Investor

error: Alert: Content is protected !!